Ir para o conteúdo principal

Quinta-Feira, 07 de Dezembro de 2017
http://marcoadvogado.com.br/images/mab_123_11.jpg

Marco Aurélio se declara “inimigo capital” de Gilmar Mendes.



O inimigo sincero

Os advogados que, em Brasília, estão tentando convencer a presidente Cármen Lúcia a pautar, sem mais delongas, o julgamento do pedido de suspeição de Gilmar Mendes, tiveram uma surpresa, na quinta passada.

Nos autos processuais, o ministro Marco Aurélio Mello já se deu, formal e antecipadamente, por impedido de atuar no feito.

E declinou o motivo curto e com todas as letras necessárias: “pela inimizade capital”.  Foi sincero.

A propósito, simples animosidade ou malquerença não pode ser considerada inimizade pessoal. “Inimigo capital é o imbuído de grande ódio, é o inimigo mortal" – já definiu a Revista de Jurisprudência do TJ de São Paulo (edição 64/146).

A palavra ´capital´ também tem o sentido de principal, fundamental, vital.  Logo, inimigo capital seria o pior de todos os inimigos, o principal inimigo...

O deputado nº 171

Preso em regime semiaberto, o deputado Celso Jacob (PMDB-RJ) foi o voto número 171 a favor do presidente Michel Temer. Jacob - preso por determinação do STF desde 23 de maio - cumpre pena de 7 anos e 2 meses em regime semiaberto.

Durante o dia, o deputado vai para a Câmara e, à noite, dorme na prisão.

Jacob foi condenado por fraudar em 2003 a publicação de uma lei municipal de Três Rios (RJ), onde era prefeito, acrescentando um artigo que não tinha sido votado na Câmara de Vereadores.

Coincidência, o objetivo era criar um crédito orçamentário adicional que permitisse finalizar “a construção de uma creche”...

 Ação entre amigos

A “rádio-corredor” do Conselho Federal da OAB irradiou na semana passada que “até ser preso por esconder R$ 51 milhões de propinas num apartamento de Salvador (BA), Geddel Vieira Lima vinha sendo tratado como amigo da casa pelo Planalto”.

É que e-mails em poder da Polícia Federal agora revelam que Geddel - já como ex-ministro - recebia da equipe presidencial informes regulares sobre o andamento da Lava Jato.

O jornalista Ricardo Boechat completou, na revista IstoÉ, com um detalhe que faltava: das mensagens que chegaram a Geddel, “sobre delações premiadas e acordos de leniência, uma exibe o título ´Alerta´ e é assinada por Ivani dos Santos, uma das secretárias executivas que trabalham com Michel Temer”.

O time do bagre

A decodificação das mensagens criptografadas do sistema Drousys – que era utilizado pelo Departamento de Propinas da Odebrecht - deu à Operação Lava Jato uma nova lista de apelidos de corruptos abastecidos pela empreiteira.

O novo time tem oito nomes: “Ventania”, “Ovo”, “Luz”, “Bigode”, “Enteado”, “Tijolo”, “Corajoso” e “Bagre”.

O peixe bagre, por ser escorregadio e difícil de pegar, é compatível com o perfil de políticos. Algo como alguém vacilão, que faz as coisas erradas, mas em causa própria.


Comentários

Antonio Ernando Correa Novais - Advogado E Professor De Direito Civil 31.10.17 | 11:30:40
Quanto ao texto "Ação entre amigos", demonstra mais uma vez, a intima relação entre os autênticos bandidos que comandam o nosso pobre país. E é lamentável a covardia do nosso povo que a tudo assiste sem demonstrar qualquer sentimento de repúdio a situação que hoje enfrentamos. Entendo que caberia, como cabe à OAB Federal, exigir a resposta da Câmara quanto ao impeachment impetrado contra esse fantoche de presidente.
Banner publicitário

Mais artigos do autor

Natal generoso para várias dezenas de magistrados gaúchos

•TJRS está pagando novas “diferenças residuais da transição da URV”, cuja conta já custou ao Estado mais de R$ 1,4 bilhão.
• Decisão da Justiça de SC mantém o pagamento do imposto sindical.
• Universitários (as) e estagiários (as) cuidem-se! Entre eles, 12% nunca usam, nem exigem, a camisinha.
• Dois desembargadores do TRT-RS habilitados à vaga de ministro do TST.

Março ou abril: as datas em que Lula poderá ser condenado ou absolvido pelo TRF-4

• Voto pronto já saiu do gabinete de Gebran Neto e agora está, criptografado, no notebook de Leandro Paulsen.
• Lembram daquela história do “usufruto financeiro” de Eduardo Cunha? Vai custar a ele R$ 3,8 milhões de multa.
• O silêncio domina, dez meses e meio de depois da morte de Teori Zawascki.
• Mudança na jurisprudência da ação de cobrança de quotas condominiais.

Mais cuidados ao prestar fiança!

• Decisão do STJ estabelece que “fiadores de contrato de locação são solidariamente responsáveis pelos débitos locativos, ainda que não tenham anuído com o aditivo contratual que previa a prorrogação do contrato”.
• O castigo judicial contra advogado que ameaçou matar ex-namorada.
• Brasil: “pátria das tornozeleiras”.
• O dedo-duro do zagueiro da Ponte Preta...

Um grande lobby para tentar liberar os cigarros eletrônicos no Brasil

• A Souza Cruz tenta convencer a Anvisa e a opinião pública de que os E-cigarettes não causam mal à saúde. Mas...
• Agentes do propinoduto só esperam a chegada de Papai Noel para poderem sair por aí...
• Os US$ 59 milhões anuais que fizeram Luciano Huck desistir de concorrer à Presidência da República.

As pedaladas do Inter foram de R$ 29 milhões, mas podem chegar a 80

• As “rádios-corredores” revelam que o levantamento ainda não conseguiu esquadrinhar os gastos com o futebol vermelho.
• Hoje pode ser o dia de Eduardo Cunha: julgamento da apelação contra a sentença de 15 anos e 4 meses.
• Realidade pobre e realidade rica nos presídios brasileiros.
• O medicamento que custa R$ 1,2 milhão por ano, para cada paciente do SUS.