Ir para o conteúdo principal

Edição de terça-feira, 19 de fevereiro de 2019.

Mulher morre após cair em prédio da Justiça do Trabalho em Joinville



Uma mulher morreu após cair do alto do prédio da Justiça do Trabalho, em Joinville (SC), às 10h30 de quarta-feira (6). Devido ao acontecimento, as audiências foram adiadas.

Além do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e da Polícia Civil, o Instituto Geral de Perícias de Joinville foi acionado para a ocorrência, que causou grande movimentação de viaturas e de curiosos.

As causas da morte da vítima ainda estão sendo apuradas pelos peritos do IGP. O corpo da mulher foi levado ao IML de Joinville. As investigações enfocam, inicialmente, a tese de suicídio e desde já garantem que não se tratava de reclamante, nem testemunha.

Nota de Esclarecimento do TRT-12

Solicitada a esclarecer, a Secretaria de Comunicação Social se manifestou em nota:

O Tribunal Regional do Trabalho da 12ª Região comunica, com pesar, que por volta das 10h30 desta quarta-feira (6), ocorreu um triste incidente no Fórum Trabalhista de Joinville que culminou com o falecimento de uma mulher de 26 anos.

De acordo com informações preliminares da Polícia Civil, ela teria caído de um dos pavimentos superiores do prédio (de uma basculante de banheiro) e atravessado a claraboia de iluminação de uma das salas de audiências do 2º andar. O térreo e os dois primeiros pavimentos sustentam os demais, por isso são mais largos.

A apuração das circunstâncias do fato está a cargo da Polícia Civil, mas o TRT-SC adianta que não se trata de servidora do quadro, trabalhadora terceirizada ou mesmo parte envolvida em processo judicial.

A presidente do TRT-SC, desembargadora Mari Eleda, determinou o deslocamento ao Fórum de Joinville de uma equipe multidisciplinar para acompanhamento da situação, incluindo uma psicóloga, que ficará responsável pelo apoio a magistrados e servidores, em razão dos efeitos emocionais provocados por esse fato lamentável e de impacto comovente.

A Presidência também determinou a suspensão dos prazos, das audiências e do expediente no Fórum de Joinville nesta quarta. O expediente foi retomado na quinta-feira, mas prazos e audiências continuam suspensos para o restabelecimento normal das atividades, o que deve ocorrer na sexta-feira”.


Comentários

Banner publicitário

Notícias Relacionadas

Riscos, exageros e cautelas no aeroporto de Fernando de Noronha

Duas aeronaves em sentidos contrários na mesma pista. Taxiamento de avião da Azul fez voo da Gol arremeter, no domingo (17). Aeroporto não dispõe de torre de controle. Pilotos dizem que a operação foi “normal e segura”. Mas há quem diga que aquilo ali é “uma zona”.

https://br.pinterest.com/

Os números de Palocci

 

Os números de Palocci

O crime compensa? Apanhado pela operação Omertà (do latim “humilitas” – humildade em português) o ex-ministro teve, contra si, ordem de bloqueio de R$ 128 milhões. Mas só foram encontrados R$ 61 mi. Ele ficou preso 2 anos, 2 meses e 2 dias. 

Foto Zarpo Magazine

   Entidade com ações no STF e STJ patrocina presença de ministros em resort

 

Entidade com ações no STF e STJ patrocina presença de ministros em resort

Evento “Direito Marítimo na Visão dos Tribunais” foi realizado no Ferradura Resort (foto), em Búzios (RJ). O Conselho Nacional de Praticagem, tem como um de seus defensores o advogado Rodrigo Fux, filho do ministro do STF Luiz Fux. Entidade organizadora afirma que “os palestrantes foram escolhidos com independência técnica” e têm “atuação no contencioso judicial".