Ir para o conteúdo principal

Edição de terça-feira , 18 de fevereiro de 2020.
https://marcoadvogado.com.br/images/escreva_direito_2.jpg

Erros frequentes em notícias, petições, pareceres, sentenças e acórdãos



Charge de Renato Machado

Imagem da Matéria

Sigo apresentando casos de erros envolvendo questões de concordância, tanto de gênero quanto de número:

- Haja visto o entendimento nacional... A expressão correta é sempre haja vista, porque se formou a partir do substantivo vista, e não da forma verbal visto.

- A autoridade disse que poderá faltar alimentos. Vamos achar o sujeito? O que é que poderá faltar? Resposta: alimentos. Portanto, só falta aplicar a máxima da concordância: o verbo sempre concorda com seu sujeito. Assim: A autoridade disse que poderão faltar alimentos. Aliás, basta ficar atento à reclamação do Word: em caso de digitação errada, ele vai marcar.

- Fazem trinta anos / trinta graus. Quando se refere a tempo, não importa se cronológico ou meteorológico, o verbo fazer é impessoal, ou seja, não pode ir para o plural. Portanto, corrija-se: Faz trinta anos / trinta graus.

- É preciso que hajam mudanças profundas no País. Assim como fazer usado com relação ao tempo, o verbo haver utilizado com os sentidos de existir e ocorrer também é impessoal. Portanto: É preciso que haja mudanças profundas no País. Caso se opte pelo verbo ocorrer, este não é impessoal: É preciso que ocorram mudanças profundas no País.

- É para mim fazer? Vamos perguntar: Quem fará? Resposta: Eu. Portanto, corrijamos: É para eu fazer?

- Isto é para mim? E agora? Agora o sujeito do verbo é Isto, enquanto mim tem função de complemento. Em outras palavras, enquanto eu tem função de sujeito, mim será sempre complemento.


A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser esclarecer, comentar, detalhar, solicitar correção e/ou acréscimo, etc. sobre alguma publicação feita pelo Espaço Vital, envie sua manifestação, clicando aqui.

Comentários

Banner publicitário

Mais artigos do autor

Arte de Camila Adamoli sobre foto Google Imagens

Reserva mental ou simulação unilateral

 

Reserva mental ou simulação unilateral

“A polêmica do contrato que envolve o caso do atleta Pedro Rocha na sua relação com os clubes envolvidos (Grêmio e Diadema). As duas expressões, usadas em contextos iguais, podem significar o mesmo, em que pese uma delas ser mais precisa do ponto de vista da ciência linguística”. O julgamento pelo TJRS será na próxima quarta-feira (11).

Arte EV

O jeito de escrever nos meios eletrônicos

 

O jeito de escrever nos meios eletrônicos

“Não se consegue imprimir na escrita a mesma velocidade da fala, razão por que se eliminou tudo o que pode emperrar a produtividade da digitação: abrevia-se quase tudo. Exemplos: Atenciosamente virou Att.; você virou vc.; que virou q., e assim por diante”.