Ir para o conteúdo principal

Porto Alegre (RS), terça-feira,
31 de março de 2020.
https://marcoadvogado.com.br/images/jus_colorada_5.jpg

Falcão presidente do Inter...



Foto Esporte ao Minuto - reprodução

Imagem da Matéria

Para tudo o que se faça é preciso conhecimento. A ignorância acerca de determinados temas desmascara o "jornalista".

Foi divulgado no "canhão da comunicação" do Rio Grande do Sul que eu estaria articulando reuniões em nome do I9 (movimento político do Internacional), para lançar a candidatura do meu amigo Paulo Roberto Falcão para a presidência do Colorado.

A notícia é tão falsa quanto uma nota de três reais. Além disso, seria o meu atestado público de ignorância sobre aquilo que devo conhecer: as regras estatutárias do Internacional. Há um pressuposto inalcançável para a pretensa candidatura: o Falcão não é conselheiro.

Sempre comunguei da ideia de ter o Falcão em alguma posição – um executivo de futebol, talvez - em favor do clube, valendo-nos do seu enorme prestígio no futebol mundial.

Eu por exemplo, ao contrário do que já fez um ex-presidente, não deixaria de levar o Falcão como treinador na Copa Audi, para ir com um ilustre desconhecido de treinador.

Em linguagem jornalística, sem qualquer alusão ao físico do autor da falsa notícia, trata-se de uma "barriga". Bem, mas errar quando há boa-fé é humano.

Mas fica a ideia e o convite público para que o Falcão integre a chapa do I9 para o Conselho Deliberativo, preenchendo o requisito normativo para a anunciada candidatura.


A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser esclarecer, comentar, detalhar, solicitar correção e/ou acréscimo, etc. sobre alguma publicação feita pelo Espaço Vital, envie sua manifestação.

Mais artigos do autor

Montagem EV

Os estádios que custaram bilhões

 

Os estádios que custaram bilhões

“As regiões do país receberam ´obras´ segundo os interesses políticos. Uma gastança descomunal para encobrir a farra da pilhagem em curso. Os estádios hoje, ironicamente, estão sendo utilizados para abrigarem hospitais improvisados”.