Ir para o conteúdo principal

Edição Extra, interrompendo, em 11.1.2020, as férias da Equipe Espaço Vital

O terrível jogo patológico causado por medicamento



Freepik - Edição: Gerson Kauer

Imagem da Matéria

O Superior Tribunal de Justiça confirmou a procedência de ação cível julgada pela Justiça gaúcha e aumentou a condenação do laboratório farmacêutico Boehringer Ingelheim do Brasil Química e Farmacêutica Ltda. ao pagamento de indenização ao espólio da falecida advogada gaúcha Maria Amélia Souza da Rocha (OAB-RS nº 9.518). Filha de Eloy José da Rocha, ex-presidente do STF (1973/1975) ela era portadora de Mal de Parkinson e, durante a evolução inicial da doença, teve receitado o uso do medicamento Sifrol. Deste, a bula não advertia sobre a possível tendência à jogatina como efeito colateral.

Com o uso contínuo do Sifrol, a paciente - entre 2001 e 2003 - passou a frequentar bingos em Porto Alegre (RS) e Campinas (SP) onde também mantinha banca advocatícia - perdendo 75% de seu patrimônio. Vendeu três apartamentos, uma casa de praia e três automóveis. E dizimou aplicações financeiras de quase R$ 400 mil.

No total, perdas superiores a R$ 1 milhão (valores da época) para gastos em casas de bingo, que chegaram a ter alguns desembolsos diários de R$ 40 mil. A conjunção acarretou também o abandono progressivo da carreira de advogada, com queda de renda e prestígio.

A compulsão por jogos ou “jogo patológico” é uma doença reconhecida pela Organização Mundial da Saúde. A ação judicial iniciou em 30 de novembro de 2004 e a sentença proferida em 11 de julho de 2016, na 17ª Vara Cível de Porto Alegre, foi de improcedência dos pedidos.

Julgando em 30 de agosto de 2017 o recurso de apelação da autora - então ainda viva - a 5ª Câmara Cível do TJRS condenou o laboratório Boehringer Ingelheim ao pagamento de indenização por danos emergentes em percentual de 45% do prejuízo sofrido. O colegiado reconheceu a culpa concorrente da autora. Foi também deferida reparação por dano moral de R$ 20 mil. A paciente faleceu em 2018.

Nos recursos de ambas as partes ao STJ, a ministra Nancy Andrighi reconheceu a responsabilidade integral do laboratório, excluindo a culpa concorrente da consumidora. O voto ressalta a “falha na bula do Sifrol no dever de informar”, ante a ausência de inclusão do alerta e informação adequada sobre os efeitos colaterais da medicação.

A advertência só veio a acontecer mais tarde, por determinação da Anvisa. Segundo o acórdão do recurso especial, o caso atrai a incidência do Código de Defesa do Consumidor, com o reconhecimento de que o fornecedor não garantiu a segurança de seu produto.

O acórdão superior condenou o laboratório ao pagamento de indenização em valor nominal de R$ 1.166.000 (mais correção monetária e juros de mora de 12% ao ano) correspondente à integralidade dos danos emergentes sofridos. A reparação moral foi aumentada para R$ 30 mil.

A unidade brasileira do laboratório réu, em Itapecerica da Serra (SP), é apenas um dos vértices da Boehringer Ingelheim, a maior empresa farmacêutica de capital fechado do mundo. Com sede em Ingelheim, na Alemanha, a companhia opera globalmente com 176 afiliadas e mais de 50.000 funcionários.

Quatro advogados gaúchos atuaram exitosamente na causa: Gerson Luiz Carlos Branco, Flaviana Rampazzo Soares, Fabiano Moreira Palma e Ana Thereza Chaves Barcellos da Motta. (REsp nº 1774372).

Leia a íntegra do acórdão do STJ 


A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser esclarecer, comentar, detalhar, solicitar correção e/ou acréscimo, etc. sobre alguma publicação feita pelo Espaço Vital, envie sua manifestação.

Mais artigos do autor

As caras anuidades da advocacia em muitos Estados do Brasil

“Um detalhe que deixa os advogados profissionais da advocacia invejosos - no melhor sentido, claro: o Distrito Federal tem a menor anuidade para os jovens advogados. No 1º e 2º anos de inscrição, a anuidade é de R$ 200. O valor corresponde a menos da metade do que deve desembolsar o novel advogado em qualquer outra seccional do país”.

Charge de Kacio Pacheco - Tribuna da Internet

As derrotas de Davi Alcolumbre, o político do baixo clero

 

As derrotas de Davi Alcolumbre, o político do baixo clero

  • Polícia prende prefeito Marcelo Crivella, no Rio, acusado de corrupção.
  • 51% dos domicílios brasileiros atingidos pela queda de renda.
  • Professores e funcionários da Rede Metodista assinam acordo em mediação no TRT-4.
  • Chegou o Dragão - o novo supercomputador da Petrobras.
  • Quatro anos depois da queda de Dilma, uma ação ainda discute se ela...volta!
  • Nulos todos os votos recebidos por vereadores do Avante, em um município do Rio.
  • Dezembro azíago para Alcolumbre

 

Imagem: Freepik - Arte EV

O meu advogado se vendeu!

 

O meu advogado se vendeu!

“E tem também aquela situação que enfrentei com um cliente amigo, de formação universitária, dono de uma construtora. Ele me liga, no sábado pela manhã, em pânico buscando orientação: ´Tchê, fui no Água na Boca e flagrei a minha advogada dançando com o advogado de uns reclamantes´”...

Retrospectiva tecnológica 2020

 

Retrospectiva tecnológica 2020

Os advogados terão que - no dia a dia da profissão - aprender a usar mais os recursos da tecnologia com salas virtuais junto aos tribunais (e seus diversos sistemas diferentes, Google Meet, Cisco Webex, Zoom, Microsoft Teams, entre outros). E manejar QR Codes com links para vídeos no YouTube e, brevemente, acesso ao Espaço Vital.

Ilustração de Gerson Kauer

Imprevistos, intimidades e extravagâncias

 

Imprevistos, intimidades e extravagâncias

O casal havia se separado e, depois disso, o ex-marido teria ameaçado a esposa, o que os leva ao fórum para a resolução da pendenga. De repente surge sobre a mesa da sala de audiências. De repente, surge na cena um sugestivo artefato erótico de silicone. É o maranhão...

Fotos: TST (Divulgação) e Enciclopédia da Agulha Vitoriana

TST vai às compras: as roupas novas para 2021

 

TST vai às compras: as roupas novas para 2021

  • Aberta licitação para o fornecimento de 20 togas, dez becas para secretários e 50 capas para serventuários.
  • Edital é rico nos detalhes: para dez indumentárias de gala, a exigência de sobremangas duplas, franzidas, com detalhes nos punhos. Ah! Também fivela cromada e jabor em renda branca.
  • STF conclui o julgamento que não reconheceu a validade de uniões estáveis simultâneas para fins de divisão da contribuição previdenciária.
  • Entre os 15 e 64 de idade, os que mais trabalham - no mundo todo - são os chineses.
  • Lula viaja para Cuba onde fica até 20 de janeiro. Quem paga (e quanto custa) o assessor e o segurança que o estão acompanhando?
  • Indenização para corretor de seguros que não se acostumou com o novo sistema operacional da empresa.
  • CEF vai abrir banco digital em 2021. Já começa com 50 milhões de clientes.