Ir para o conteúdo principal

Porto Alegre (RS), sexta-feira, 18 de setembro de 2020.
https://marcoadvogado.com.br/images/romance_forense.jpg

Doces amores grenalizados



Charge de Gerson Kauer

Imagem da Matéria

Por Carlos Alberto Bencke, advogado (OAB/RS nº 7.968)

Advogado, bem apessoado, cinquentão, sem preocupações com as contas no fim do mês, pai amoroso de um casal de adolescentes e coloradíssimo resolve consultar um saite especializado em buscar doces relacionamentos sem compromisso. A “agência” - digamos assim - garante.

As adocicadas meninas gostam deste tipo de homens: eles têm vida estável, amam seus filhos, querem manter o lar doce lar com a esposa comportada. Mais: tais homens têm contas bancárias ´PJ´  que permitem manter um açucarado relacionamento mais jovem. Bom negócio para ele e para ela, selecionada por suas fotos no saite: loira, alta, cabelos em cachos, olhos profundamente verdes e o corpo... bem, o corpo nem se fala. Parecia saído da academia há dois minutos. Linda, seu nome, e linda ela era.

Acertado o preço mensal, alugado o apart-hotel, os encontros eram frequentes, manhã, tarde ou noite de qualquer dia e até sábados ou domingos quando tinha jogo do Inter. Ele estava satisfeitíssimo com os serviços prestados por ela. E pagava tudo religiosamente, como aconselhava o acordo entre eles.

Uma quarta-feira à noite, após o jantar à luz de velas, sentaram-se na frente do televisor para assistir o Gre-Nal. De repente, a dócil e melosa Linda deixa escapar um huuuuu quando um jogador do Grêmio perde um gol; ele desconfia. Em seguida, também escapa um q... m... quando o jogador do Inter quase faz o gol. E ele mais desconfiado ainda.

E quando o gol do Grêmio acontece, ela salta do sofá e vibra intensamente. Até sapeca um beijo no companheiro, mas ele está quieto, sem reação. Nem espera o fim do jogo e vai embora.

Nunca mais apareceu no apart-hotel, nem pagou as contas, nem o aluguel, nem o salário de Linda, sua linda companhia contratual que bons serviços lhe prestara. Daí para a cobrança no Juizado Especial Cível foi um passo.

Na audiência, ele - em causa própria - não diz uma palavra. Ela, exuberante, pernas sedosas cruzadas. O juiz leigo olha para aquele monumento de mulher e pergunta:

- Doutor, posso saber qual a razão para o senhor deixar de pagá-la pelos serviços prestados?

- Não tem problema lhe contar: esta moça é gre-mis-ta - diz separando as sílabas para enfatizar. Não posso conviver com uma gremista, mesmo que faça jus ao nome e seja linda, muito linda. Quanto eu tenho que pagar?”

E pagou ali mesmo, na hora. O processo foi arquivado.

Uns dias depois a rádio-corredor da OAB analisou sobriamente: “A rivalidade Gre-Nal atrapalha, às vezes, até mesmo os mais doces casos de amores clandestinos”.

E não se fala mais nisso.


A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser esclarecer, comentar, detalhar, solicitar correção e/ou acréscimo, etc. sobre alguma publicação feita pelo Espaço Vital, envie sua manifestação.

Mais artigos do autor

Ilustração: Gerson Kauer

O juiz autêntico e a testemunha mentirosa

 

O juiz autêntico e a testemunha mentirosa

No processo-crime em que três policiais civis estavam denunciados por crime de tortura, estava depondo uma testemunha de defesa. Pelo que se percebia, ante as feições do magistrado, tudo indicava que ela estivesse mentindo. “Interrompam tudo!” - determinou o juiz.

Imagens: Freepik - Montagem: Gerson Kauer

O Meretrício Doutor Juiz

 

O Meretrício Doutor Juiz

O volumoso inquérito sobre tráfico de drogas - com prisões, habeas corpus e apreensão feita na zona do meretrício - aportara no fórum. A jovem estagiária Juliana mostrou-se disposta a digitar os termos da audiência, mas ressalvou: “Doutor, eu não sou muito rápida no computador, nem tenho experiência nesses tais de termos de juridiquês”...

Relacionamentos em tempos modernos

 

Relacionamentos em tempos modernos

Peter - nascido e registrado no gênero masculino - durante a infância, nunca se viu como menino. Cresceu e um dia casou com Giuliana. Mas o final feliz foi quando ele - já sendo “a médica Ava” - confirmou núpcias com... Giuliana. As duas agora vivem confortável união homoafetiva, entre duas mulheres. Deu para entender?

Charge de Gerson Kauer

O quarto casamento

 

O quarto casamento

O juiz recém chegado na comarca convoca servidores e convida advogados e autoridades para a solenidade de sua posse. “Pago pontualmente três pensões alimentícias, estou descasado, e pretendo, quem sabe, constituir um novo matrimônio nesta cidade plena de mulheres bonitas” - confidenciou.

Charge de Gerson Kauer

Casamento: 72 mais 41 é igual a 113

 

Casamento: 72 mais 41 é igual a 113

Litoral gaúcho, verão de 2020. Aos 72 anos de idade, o Doutor Juvenal, aposentado operador do Direito, viúvo, se casa com Lúcia Margarida, advogada de 41. Esta, em consideração ao marido da “melhor idade”, já tinha definido que rotineiramente eles deveriam dormir em quartos separados.

Charge de Gerson Kauer

A testemunha (mal) falante

 

A testemunha (mal) falante

Era uma audiência de instrução em uma ação de divórcio litigioso. De repente, a primeira testemunha - em menos de 30 segundos - derruba a tese da autora: “Ela quer se separar do marido, porque gosta muito de linguiça consistente e apimentada, mas em casa não conta com isso. Ele é pão-duro, não esquenta nada”. O texto é do advogado Carlos Alberto Bencke.