Ir para o conteúdo principal

Porto Alegre (RS), sexta-feira, 4 de dezembro de 2020.
https://marcoadvogado.com.br/images/mab_123_17.jpg

Homem entra no gabinete do juiz e saca uma enorme faca!



Imagens: Freepik - Montagem: Gerson Kauer

Imagem da Matéria

A “eternidade” de 5 ou 10 segundos...

O homem entrou no gabinete do juiz sem pedir licença, e sacou uma enorme faca. O jovem magistrado - em sua primeira semana de jurisdição na comarca - pensou que fosse a última. Sentado como estava, ele teria poucas chances de se defender, os escapar.

Em pé e com a faca na mão, o homem fitava o juiz de maneira intrigante. Passaram-se alguns segundos - uma eternidade, na verdade. O homem, então, falou:

- Eu matei dois vizinhos e vim me entregar.

O juiz pediu que o homem colocasse a faca sobre a mesa, ao que ele obedeceu ordeiramente.

O magistrado guardou a arma numa gaveta e chaveou-a. Pediu que o homem sentasse. Chamou o escrivão e a polícia foi avisada. Entrementes, o homem ficou detido em uma sala do fórum.

Pouco depois, chegaram os policiais. Ninguém havia sido assassinado ou ferido. Os vizinhos, dados como vítimas, alheios aos acontecimentos, passavam bem.

O homem era um doente mental.

-----

(Sintetizado a partir de um caso real, relatado pelo magistrado Gilberto Ferreira, do TJ-PR, em “A Justiça Além dos Autos”, publicação do CNJ).

 O STF e os 2%

A decisão de Marco Aurélio Mello de soltar o traficante André do Rap ampliou as críticas ao STF nas redes sociais. Um

levantamento feito pela Ponto MAP Consultoria em Inteligência de Dados, a partir de amostras de um universo de 2,192 milhões de postagens no Twitter, indica que a liberdade do criminoso concentrou 14% das discussões nas redes em três dias.

Foram 308 mil postagens, feitas principalmente por público de direita, influenciadores e..., claro, políticos. Predominaram os ataques ao Supremo, num comportamento superficial padrão torcida de futebol, sem aprofundamento da discussão à luz da legislação penal e da Constituição. Viralizou a reprodução de matérias da imprensa.

Pela tabulação da .MAP, o apoio ao STF alcançou apenas 13% dos usuários, considerando todos os públicos nas redes. O doloroso para as Excelências Supremas certamente será constatar que, pela opinião pública - sem influenciadores - o apoio é ainda menor.

A Corte levou apenas 2% de confiabilidade.

Comunismo ´manuélico´

Cena porto-alegrense. No Pampa Debates, ao vivo, o apresentador Paulo Sérgio Pinto perguntou à candidata Manuela D´Ávila (PcdoB): “O seu comunismo é chinês, ou cubano?”        

Ela foi rápida na resposta: “Não é nenhum dos dois. O meu comunismo é o que a gente vai construir juntos no Brasil”.

E logo empinou o nariz.

 Dinheiro com aquele cheiro...

(Da série ´Ainda não vimos tudo´)

A Polícia Federal deflagrou na quarta-feira (14) uma operação para investigar desvios de recursos de combate ao coronavírus  e apreendeu dinheiro vivo dentro da cueca do senador Chico Rodrigues (DEM-RR). Foram quase R$ 30 mil. Parte das notas estava entre as nádegas.

Fotos e vídeos registraram o momento da apreensão.  A operação foi deflagrada com autorização do ministro Luís Roberto Barroso, do STF,  para investigar desvios milionários em recursos de combate à pandemia destinados por meio de emendas parlamentares à Secretaria de Saúde de Roraima.

O senador é... membro da Comissão Mista do Congresso Nacional que acompanha - e como!... - a execução de recursos relacionados ao combate ao coronavírus.

Em tempo: segundo a “rádio-corredor” da OAB de Roraima, o esconderijo corporal do senador recebeu exclusivamente cédulas do lobo-guará. É que as notas de R$ 200 ocupam menos espaço.

 Proteção aos animais

O lobo-guará - figura-símbolo das noveis cédulas de R$ 200 - não merecia isso.

Um promotor corajoso poderia até desencadear ação penal contra o senador safado também por crime ambiental.

 Sem palavras

Da “rádio-corredor” da OAB gaúcha, ontem (15), durante live anônima: “Nádegas a declarar”.

 Alcolumbre e os anais...

A “rádio-corredor” da OAB de Brasília, também analisou desdobramentos.

“O presidente Davi Alcolumbre está fazendo o possível e o impossível para que os gases quentes de Chico Rodrigues não alcancem os anais do Senado”.

Convivência com o poder

O “estratégico” Chico Rodrigues, 69 de idade atual - de profissão engenheiro agrônomo, mas vivente, e convivente político desde seu primeiro mandato como vereador (1989/1991) - é senador (mandato de oito anos) desde 1º de fevereiro de 2019. Já foi governador de Roraima.

E ele foi pulando - e voltando - pelos partidos da vida: PTB (1989-1995), PPB (1995-1997), PFL (1997), PTB (1997-1999), PFL (1999-2007), DEM (2007-2012), PSB (2012-2015), PSDB (2015-2017) e DEM (2017–presente). São 31 anos de carreira...

A política brasileira é assim.


A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser esclarecer, comentar, detalhar, solicitar correção e/ou acréscimo, etc. sobre alguma publicação feita pelo Espaço Vital, envie sua manifestação.

Mais artigos do autor

STF nega o último recurso de Lírio Parisotto

 

STF nega o último recurso de Lírio Parisotto

  • Confirmada a condenação do empresário gaúcho na ação penal por agressão, em 2016, contra sua então companheira Luiza Brunet - quando gozavam férias em New York.
  • Rápidas pinceladas sobre as carreiras do ex-lojista de Caxias do Sul e da modelo famosa que, na juventude, trabalhou como babá e, depois, como empacotadora de supermercado.
  • Uma previsão de Diego Maradona há 24 anos: “Tampouco morto encontrarei a paz. Utilizam-me enquanto vivo e encontrarão um modo de fazê-lo quando eu estiver morto”.
  • Com a dissolução da Seguradora Líder, o que acontecerá com o Seguro DPVAT?

Arte EV sobre foto SCO/STF

Desde 2004 a discussão no STF da lei que criou os “PMs temporários”

 

Desde 2004 a discussão no STF da lei que criou os “PMs temporários”

  • A brutalidade no Carrefour terminou desnudando - sem nada a ver com o crime, ressalta-se - uma faceta legal-jurídico-jeitosa para preencher 2.000 vagas na Brigada Militar.
  • A declaração pelo STF da completa inconstitucionalidade da Lei estadual (RS) nº 11.991/2003.
  • Uma ação do MP estadual, outra do MPF, para cobrar do Carrefour os danos coletivos causados à população.
  • Um litígio judicial entre donos da Folha de S. Paulo.

Imagens: Freepik - Arte EV

O que o papel higiênico tem a ver com o cafezinho

 

O que o papel higiênico tem a ver com o cafezinho

  • Honorários sucumbenciais de 1% foram destinados, por advogado, à compra do “necessário material” para uso dos frequentadores do Foro de Cruz Alta.
  • Fiadores com a moradia a salvo, quando a fiança for prestada em locação comercial.
  • Élida Costa, se viva, ontem (19) teria completado 100 anos. Mulher de coragem!
  • Município de Pernambuco elege prefeito, vice e os nove vereadores de um único partido.
  • As contas não...contadas e nem cobradas judicialmente da CEEE.
  • Aumento da indenização por morte de advogado vitimado pela asbestose.

Arte EV sobre foto TRT-4 (Divulgação)

Desembargador pede desculpas a trabalhadora!

 

Desembargador pede desculpas a trabalhadora!

  • Acórdão do TRT-4 aborda prestação jurisdicional equivocada, em ação de uma empacotadora contra a rede de supermercados Zaffari.
  • Os cachorros latem quando o gato mia...
  • Deputado quer criar um feriadão nacional em julho de 2021
  • Sérgio Moro começa bem como parecerista: R$ 750 mil.
  • O que a cueca amarela tem a ver com a ação da tartaruga?

Imagem: Freepik - Arte EV

Gafes e desatenções durante sessões virtuais de julgamento

 

Gafes e desatenções durante sessões virtuais de julgamento

  • Esta semana, a “bola antilitúrgica da vez” foi o TRT da 4ª Região. Um advogado semivestido no panorama virtual. E um magistrado afagando uma cachorrinha poodle. Se visse, Marco Aurélio teria chiliques...
  • Sérgio Moro e Luciano Huck sonhando maneiras de como conquistar o mundo...
  • Da série “Ainda não vimos tudo”: colégio carioca chamando seus discípulos de “querides alunes”...
  • Hacker: um componente do submundo do crime altamente lucrativo.
  • O duro impasse entre Latam e aeronautas: risco de mais 1.200 demissões.

Chargista Ricardo Manhães - ND Mais.com.br

Os riscos de estacionar perto de restaurantes!

 

Os riscos de estacionar perto de restaurantes!

  • Um raro caso envolvendo o roubo do carro de um cliente da Churrascaria Barranco, em Porto Alegre. Como fazia regularmente, ele entregou a chave do automóvel ao recepcionista, para que estacionasse numa rua contígua. Houve então o assalto à mão armada.
  • Lula (2009) e Bolsonaro (2020): o reconhecimento à honestidade do senador Fernando Collor. É a velha política.
  • Mudança de jurisprudência no TST: a responsabilidade do empregador pela morte de seu motorista decorre da exposição do empregado a atividade de alto risco.
  • De Brasília a Macapá (AP): os passeios do senador Davi Alcolumbre.