Ir para o conteúdo principal

Nossa próxima edição será postada na terça-feira 1º de fevereiro de 2022
https://marcoadvogado.com.br/images/banner123ja2021.jpeg

Presidente do STJ confirma que inadimplentes não votarão nas eleições da OAB



https://www.globaltec.com.br

Imagem da Matéria


Inadimplente não vota

Decisão judicial que permite que advogados inadimplentes no pagamento da anuidade à OAB participem do pleito eleitoral contraria a regulação que a própria entidade faz das eleições, já reconhecida legal pelo Superior Tribunal de Justiça.

A decisão é do presidente da corte, ministro Humberto Martins. Ele sustou os efeitos de liminar que permitia que os advogados inadimplentes na OAB de Goiás participassem do pleito ali.

A decisão foi dada em sede de suspensão de segurança. Antes, o pedido fora indeferido pelo TRF da 1ª Região.

Contra essa decisão, a OAB-GO e o Conselho Federal da OAB manejaram recurso perante a presidência do TRF-1, que se considerou incompetente para apreciar o caso. (SS nº 3.349).

O julgado monocrático é um claro recado para a pretensão da chapa oposicionista às eleições na OAB gaúcha.


Óbices aos recursos

O Plenário do Senado aprovou, na quarta-feira (3), uma proposta de emenda à Constituição que pretende instituir requisitos para o Superior Tribunal de Justiça aceitar recursos especiais – foi a apelidada de "PEC da Relevância".

Conforme o texto definido, serão obrigatoriamente considerados relevantes apenas:

a)  ações penais;

b) ações de improbidade administrativa;

c) causas com valor superior a 500 salários mínimos;

d) ações que possam gerar inelegibilidade;

e) casos de possível contrariedade à jurisprudência do STJ;

e) hipóteses estritamente previstas em lei.


Bom isso!

tania

A gaúcha Tânia Regina da Silva Reckziegel, desembargadora do TRT da 4ª Região (RS), foi eleita ouvidora do Conselho Nacional de Justiça, onde já exerce a função de conselheira desde 2020. O mandato tem duração de um ano, com possibilidade de recondução.

As atribuições da função de ouvidor(a) do CNJ também foram revisadas. Dentre elas, estão:

a) viabilizar o exercício dos direitos de cidadania e fomentar a participação social, auxiliando na transparência institucional e na promoção da qualidade do serviço público;

b) promover a efetividade dos direitos humanos ao ouvir, reconhecer e qualificar as manifestações apresentadas pelos cidadãos;

c) atuar na defesa da ética, da transparência e da eficiência da prestação do serviço público;

d) receber, analisar e encaminhar às autoridades competentes as manifestações, acompanhando o tratamento até a sua efetiva conclusão.

Tania ingressou em outubro de 2012 na magistratura trabalhista – onde faz brilhante carreira – como oriunda da advocacia (vaga reservada ao quinto constitucional).


Querendo escapar

A australiana BHP Billiton, que divide com a Vale o controle da encrencada mineradora Samarco, pediu esta semana à 12ª Vara Federal de Minas Gerais para parar de pagar as indenizações e os custos pela reparação da tragédia de Mariana, que hoje (5) completa seis anos.

O desastre causou a morte de 19 pessoas e superlativos danos ambientais.

Em outubro, o Tribunal de Justiça mineiro obrigou a Vale e a BHP a assumirem a conta, concluindo que as duas também são responsáveis pelo rompimento da barragem. A Samarco está em recuperação judicial.


A novela que não acaba

Parece notícia velha ou repetida. Mas o Palácio do Planalto aguarda que, ainda esta semana, ou no máximo na segunda-feira, Davi Alcolumbre marque a encrencada sabatina de André Mendonça.

Faz quatro meses que Mendonça foi indicado por Jair Bolsonaro para uma vaga no STF.


Dinheiro brasileiro-luso

O escritório que o BTG Pactual abriu em Lisboa em janeiro de 2020 - para atender os brasileiros de alta renda residentes em Portugal - já tem sob sua gestão o equivalente a R$ 10 bilhões.

A grana de muita gente rica do Brasil escorre mesmo, esquentada, para Portugal. Ora, pois.


Orgulho, justo ali!

Eis o que mostra recente pesquisa do Data Favela, parceria entre o Instituto Locomotiva e a Central Única das Favelas do Brasil (CUFA).

Para 96% dos entrevistados, morar na comunidade é “motivo de orgulho”. A crise também não abala o otimismo da comunidade: 98% têm sonhos e 84% estão certos de que vão realizá-los. As perspectivas, nas favelas, para 2022 são boas: 73% acham que sua vida vai melhorar; 69% dizem que a pandemia não será um problema e 64% garantem que a vida na comunidade será melhor do que em 2021. De uma escala de zero a 10 para medir a felicidade, 57% se posicionaram entre 9 e 10; e a média ficou em 8,3.

A pesquisa realizada em favelas de todo o Brasil teve 2.210 entrevistas com homens e mulheres a partir dos 16 anos. A margem de erro é de 1,8 pontos percentuais.


A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser esclarecer, comentar, detalhar, solicitar correção e/ou acréscimo, etc. sobre alguma publicação feita pelo Espaço Vital, envie sua manifestação.

Mais artigos do autor

Imagem FolhaMax

Começa a estratégia “Aumento do auxílio-alimentação”

 

Começa a estratégia “Aumento do auxílio-alimentação”

  • Iniciativa é do desembargador José Zuquim Nogueira para cobrir defasagem que, em alguns itens, alegadamente chega a 200%.
  • Um exemplo de rapidez no TJRS. É a ação direta de inconstitucionalidade número...
  • Processo fica parado durante o recesso? Não, ele será matriculado no crossfit.
  • O processo que “tomou doril” ainda não apareceu.

Reprodução Youtube

Encontro à beira-mar entre um magistrado alemão e um juiz brasileiro

 

Encontro à beira-mar entre um magistrado alemão e um juiz brasileiro

  • Adivinhem quem ganha mais e quais são os respectivos penduricalhos. Veja o interessante vídeo do grupo Os Hipócritas.
  • Por 2 x 0, 3ª Turma do TST vai reconhecendo o vínculo de emprego entre motoristas e aplicativos (Uber e Cabify).
  • Gaúcha Salise Monteiro Sanchotene será a nova integrante do CNJ.
  • Como o custo de vida afetou 73% dos brasileiros em seis meses.
  • P-Q-P! Um contratinho de R$ 50 milhões, na FUNAI, para que experts pudessem ensinar os índios a lidarem com os bitcoins...

Chargista Erasmo / Charge Online

“Quem roubou dinheiro público tem que arcar com as consequências”

 

“Quem roubou dinheiro público tem que arcar com as consequências”

  • A proposta de Sérgio Moro: uma Corte anticorrupção, com os melhores magistrados e servidores.
  • No Ceará, mais de 17 mil ações discutem empréstimos bancários contraídos por analfabetos.
  • A decolagem nos preços das passagens aéreas.
  • Advogado pede que o Conselho de Administração do Grêmio renuncie.
  • A Justiça do Trabalho do RS: à distância, com máscaras; na proximidade, sem máscaras.

Divulgação TJ/ES

O maior escândalo da Justiça do Espírito Santo

 

O maior escândalo da Justiça do Espírito Santo

  • Investigados em 2008 pela Operação Naufrágio, enfim, tornam-se réus. Com a decisão do STJ, após 13 anos de demora, o desembargador Robson Albanez (foto) foi afastado de suas funções. Ele vinha exercendo as funções de vice-corregedor.
  • A denúncia foi contra 26 pessoas. Seis já estão beneficiadas pela prescrição. Cinco faleceram.
  • Os cacos de Felipe Santa Cruz nas eleições da OAB.
  • E os cacos também de Davi Alcolumbre, na sabatina de André Mendonça.
  • Na 4ª Vara Cível de Porto Alegre, uma ação que já dura 26 anos.