Ir para o conteúdo principal

Edição de quinta, 4 de agosto de 2022.
(Próxima edição: terça dia 09.)
https://marcoadvogado.com.br/images/201811081626490.jpg

Um time cansado



Imagem da Matéria

Felix Zucco – Google imagens

No domingo (28), após o confronto com o fraquíssimo Santos, busquei os comentários no rádio. O mais contundente foi o de um comentarista que afirmou que o Inter tem um time cansado, mas não fisicamente.

O time cansou das trapalhadas dessa direção que, ao longo do seu período, não ganhou nada e protagonizando grandes trapalhadas.

Não separo a gestão Marcelo Medeiros da gestão Barcellos, pois estavam juntos – colados -.

Barcellos patrocinou na vice-presidência de finanças uma administração pífia e no futebol algo ainda pior. Garganteou mundos e fundos: planejamento, profissionalização, reorganização da base e o resgate de um patamar relevante.

Contratou um técnico que foi anunciado como promissor e sustentou a contratação perigosamente, enquanto tocava em frente o Abelão.

Acumulou derrotas em Gre-Nais e regionais, encerrando apontando ao torcedor como maior êxito, ter chutado “cachorro morto”.

O vestiário também cansa, também percebe a insuficiência e o improviso de quem dirige. O episódio Paulo Paixão, mesmo que inadequado pela forma, revelou o que ocorre nas entranhas do futebol vermelho.

Já disse e repito: o homem não é do ramo. Fez carreira na política partidária, conhece muito pouco da trajetória do Inter, pois não estava lá quando das grandes conquistas.

Os assuntos do coirmão são do coirmão e não nossos. Não me basta a flauta.

Há imensos vazios na gestão do colorado, pois ao que tudo indica o ajuntamento dos grupos visava apenas a vitória – até hoje nebulosa..  Não há projeto algum e tudo indica que o próximo ano será amargamente perigoso.

Falta muito para o Internacional retomar o destaque que ostentou regional, nacional, continental e mundialmente.

Assim como a escandalosa manipulação promovida nas redes sociais no período da eleição, a atual direção do Inter é fake!


Mais artigos do autor

 

Ruas de fogo

YouTube - reprodução

Ruas de fogo

“Há no futebol elementos indispensáveis para a conquista de um título: a mobilização da torcida, a crença coletiva dos jogadores e a competência do comando técnico”.