Ir para o conteúdo principal

Nossa próxima edição será postada na terça-feira 1º de fevereiro de 2022
https://marcoadvogado.com.br/images/smj.jpg

As paródias musicais na pauta do STJ



Reprodução das redes sociais

Imagem da Matéria

  • Paródias possíveis?

Definidas como imitações engraçadas ou críticas de uma obra (literária, teatral, ou musical), as paródias estarão na pauta do STJ num dos julgamentos de dezembro. A dúvida: estarão liberadas, ou não, nas eleições de 2022.

Em 2014, Tiririca vestiu-se como Roberto Carlos, com peruca e terno branco, e fez uma paródia de “O Portão”: tirou os versos originais ("Eu voltei, agora pra ficar... Porque aqui, aqui é o meu lugar"), substituindo-os por "Eu votei, de novo vou votar... Tiririca, Brasília é seu lugar".

Mais: na propaganda política Tiririca aparecia sentado jantando.

À mesa havia um grande bife, em referência ao comercial da empresa Friboi estrelado por Roberto Carlos. "Que bifões, bicho", completava o comediante e político. (EREsp nº 1810440).

NR – No final desta página, há um link do Youtube exibindo o vídeo polêmico.

  • Limite remuneratório constitucional 

O STF julgou improcedentes duas ações diretas de inconstitucionalidade - uma proposta pelo Partido Trabalhista Brasileiro (PDT) e outra pela Associação dos Delegados de Polícia do Brasil (Adepol) - contra trecho do artigo 1° da Emenda Constitucional nº 41/03. Tal dispositivo alterou o artigo 37, XI, da Constituição e estabeleceu limites remuneratórios no serviço público.

Conforme os dois julgados, “a Constituição, quando implementa o princípio da igualdade, considera a legitimidade dos diferentes entes federados — União, Estados e Municípios — e cada um do seus Poderes para disciplinar suas funções de acordo com suas peculiaridades, prestigiando o pacto federativo e a independência entre os poderes”.

O trecho, reconhecido como constitucional por unanimidade pelo STF, estabelece que o limite remuneratório dos servidores públicos estaduais não pode ultrapassar o subsídio mensal do governador no âmbito do Poder Executivo, e o subsídio dos deputados estaduais no âmbito do Poder Legislativo. (ADIs nºs  3.855 e 3.872).

  • Imunidade na vereança

O vereador, nos limites da circunscrição do seu município, “tem imunidade material por suas opiniões, palavras e votos proferidos no exercício do mandato ou em razão dele, sem prejuízo de eventual abuso do direito”.

Com essa linha, sentença proferida pelo juiz André Gomes do Nascimento, da Comarca de Pariquera-Açu (SP), julgou improcedente ação de dano moral movida pelo vereador Rodrigo Claudionor Mendes (PSB) contra o seu colega Delmar Djalma Simões Nunes (DEM).

O primeiro verberou ter sido chamado, pelo segundo, de “mentiroso, mau caráter, leviano, maldoso, que não contribui para a melhoria do município, que os demais vereadores têm vergonha de sua conduta, além de estar sendo acusado de adulterar documentos".

A sentença aplicou entendimento firmado pelo STF no julgamento do recurso extraordinário nº 600.063, com repercussão geral, que fixou a seguinte tese: "Nos limites da circunscrição do município e havendo pertinência com o exercício do mandato, garante-se a imunidade ao vereador".

Não há trânsito em julgado. (Proc. nº 1000460-27.2021.8.26.0424).

_____________________________________________________________________________________________________________

Para ver o vídeo de Tiririca e a paródia sobre “O Portão”, clique aqui.


A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser esclarecer, comentar, detalhar, solicitar correção e/ou acréscimo, etc. sobre alguma publicação feita pelo Espaço Vital, envie sua manifestação.

Mais artigos do autor

Ricardo Manhães/Portal ND Mais

 Cachorros não têm legitimidade passiva para figurar no polo passivo de ação de rescisão

 

Cachorros não têm legitimidade passiva para figurar no polo passivo de ação de rescisão

  • Uma alfinetada, no acórdão, aos advogados que quiseram postular em nome de 30 espécimes caninos.
  • A inflação da cerveja nos últimos 12 meses.
  • Está mais barato comprar carne brasileira na Florida (EUA) e na China.
  • Condenação de Roberto Jefferson por ofensas contra Eduardo Leite.
  • Terapias a serem pagas por planos de saúde não têm limites. Decisão é do STJ.

Foto: Felipe Rosa/Tribuna do Paraná.

STJ restringe ordem judicial de entrega de dados pelo Google

 

STJ restringe ordem judicial de entrega de dados pelo Google

  • Et cetera... Juiz gaúcho determinara que a gigante estadunidense enviasse informações de qualquer pessoa que tenha transitado no raio de 500 metros do local onde houve violação de caixas eletrônicos de um banco.
  • STF encerrou o julgamento referente ao Tema nº 942: o direito dos servidores públicos de converter o tempo especial em tempo comum.
  • Cardápios inconvenientes, Brasil afora: a margarina ganha disparada.

Imagem: iStock/Getty Images

 A boa-fé, às vésperas da morte

 

A boa-fé, às vésperas da morte

  • Interessante decisão do STJ sobre tutela antecipada a uma idosa acometida de mal de Alzheimer.
  • Decisão do TRT/RS: babá sem vínculo empregatício.
  • Quer vender seu precatório? Fique de olho...
  • Sua Excelência versus Sua Excelência.
  • Três momentos importantes para a Bic de Jair Bolsonaro.
  • A pobreza menstrual no Brasil.
  • Uniformização para aposentadoria.

Edição EV sobre foto Visual Hunt

OAB/RS atualiza a relação de advogados excluídos

 

OAB/RS atualiza a relação de advogados excluídos

  • Com a inclusão de cinco novos nomes, o rol completo já chega a 63 bacharéis que estão proibidos de advogar.
  • Nova Lei Federal nº 14.164 inclui conteúdo sobre a prevenção da violência contra a mulher nos currículos da educação básica.
  • Juiz faz papel de babá, durante júri popular: cuidados especiais com a neta de uma testemunha importante.
  • STF nega ação direta de inconstitucionalidade contra dispositivos que impedem membros do Judiciário e do Ministério Público de também serem advogados.
  • O maior número de divórcios no Brasil, em todos os tempos.
  • Nova lei federal (nº 14.164/2021) inclui conteúdo sobre a prevenção da violência contra a mulher nos currículos da educação básica.