Ir para o conteúdo principal

Edição de sexta, 20 de maio de 2022.
(Próxima edição: terça dia 24 de maio.)
https://marcoadvogado.com.br/images/romance_forense.jpg

A reprovação do estagiário



Charge de Gerson Kauer

Imagem da Matéria

O desembargador recrutava mais um estagiário para reforçar seu gabinete jurisdicional. Buscava um jovem, aí pelos seus 22 / 23 anos, com bons conhecimentos de Direito, fluência redacional sem erros, prática anterior em escritório de advocacia, capacidade decisória, e aquelas coisas todas que, de uns anos para cá, constituem os mandamentos do ´manual da estagiariocracia´.

Apresentaram-se vários interessados, mas especialmente um chamou a atenção pelo seu vestir correto e discreto – calça esporte alinhada e camisa de seda indiana, calçados bem engraxados - e também pela fala fluente, sem gírias. Chamava-se Philippe.

Já na fase final dos testes, o desembargador resolveu aferir a rapidez da inteligência do candidato. Mostrou um desenho, dando-lhe 30 segundos para que respondesse em que vaga numerada estava estacionado o carro (de placas discretas) do presidente da Corte.

- Trata-se de um procedimento de admissão para o curso seguinte ao 5º ano escolar primário nas melhores escolas inglesas – explicou o magistrado.

O estagiário olhou, fuçou, ficou indeciso e solicitou mais tempo:

- Peço sua compreensão em conceder-me mais alguns segundos. Desde já Vossa Excelência pode ter a certeza de que, quando eu estiver em dúvidas, não farei nenhum projeto de sentença às pressas.

O desembargador prorrogou o tempo algumas vezes, o estagiário Philippe deu diversos palpites, mas não acertou. Professoral, então, o magistrado encerrou:

- Observe a sequência. Ao chegar na vaga ocupada, olhe a frente do carro. Siga em ordem decrescente: 91, 90, 89, 88, 87 e 86. Elementar constatar que o carro está na vaga nº 87.

O estagiário Philippe voltou a mirar a figura e antes que desse algum palpite furado, o desembargador proferiu a sentença reprobatória:

- Você não percebeu que, para quem vê na figura, os números estão de cabeça para baixo...Assim, está reprovado.

estacionamento charge

Mais artigos do autor

Charge de GERSON KAUER

Consulta ginecológica à moda romana

 

Consulta ginecológica à moda romana

Ela era uma mulher interessante, sem exuberâncias, estava sempre perfumada, usava saltos altos, cabelos bem penteados. Um dia, ela foi ao consultório de um ginecologista que só atendia “particular”. O recôndito era decorado com objetos típicos das antigas milícias romanas.

Charge de GERSON KAUER

Uma comarca só de advogados

 

Uma comarca só de advogados

Um advogado, um juiz e um promotor conversam sobre a rotina forense, o congestionamento de cartórios, a precariedade de funcionamento dos JECs, as dificuldades para operar o processo eletrônico. “Eu exijo morar num resort” – pede o magistrado. “Eu quero uma ilha que me possa fazer lembrar o Éden” – pretende o representante do Ministério Público...

Charge de GERSON KAUER

A suprema vibração

 

A suprema vibração

A segurança do STF resolveu aplicar o que seus agentes chamam de “cana dura”. É a dica que significa ser minuciosamente exigente na revista dos pertences pessoais de todos os que chegam – mesmo os mais conhecidos e idôneos frequentadores. Vai daí que...

Charge de GERSON KAUER

Serviços sexuais insatisfatórios

 

Serviços sexuais insatisfatórios

Granjeiro do interior gaúcho, após tratar de assuntos comerciais em Porto Alegre, deu uma esticada nas bandas da avenida Farrapos. No local escolhido, sentou-se, pediu um uísque, e outros mais... A percanta combinou o preço e garantiu a excelência da voluptuosidade que prestaria...

Charge de GERSON KAUER

Pamonha jurisdicional

 

Pamonha jurisdicional

Na petição de apelação, o advogado embutiu um recado sutil: “A advocacia vem sendo desrespeitada por magistrados que não se dão ao trabalho de analisar os pleitos que apresentamos. Como somos tratados como pamonhas, informo que gostosas receitas desta iguaria oriunda do milho estão facilmente disponíveis na internet”.

Charge de GERSON KAUER

Perfumes jurisdicionais

 

Perfumes jurisdicionais

Num desdobramento de audiência de ação penal relativa a um assalto à mão armada, de repente a surpresa: “Doutor, o senhor tem compromisso hoje à noite?” – questiona a vítima (30 de idade), dirigindo-se ao juiz (50 anos). Na apoteose, até Vinicius de Moraes é evocado...